Por que é tão difícil recuperar containers caídos no mar?

Foto: Reprodução – Reverse Engineering


Na última sexta-feira (25), escrevemos aqui sobre o incidente envolvendo o navio DYROS, que teve cerca de 90 containers caídos no mar após enfrentar uma tempestade no Pacífico Norte, a cerca de 1.200 milhas náuticas da costa do Japão. Nove desses containers transportavam baterias de íon de lítio, consideradas carga perigosa.

Em fevereiro, outros 26 containers caíram no mar após outro incidente envolvendo mau tempo – dessa vez no norte da Europa, próximo aos Países Baixos.

Algumas pessoas vieram me perguntar no Instagram sobre a possibilidade de alguém retirar os containers do fundo do mar. Apesar de não conhecer em detalhes esse tipo de operação, é bem possível pressupor que se trata de um procedimento altamente custoso, pois envolve a utilização de alta tecnologia para, primeiro, localizar os containers caídos em grandes profundidades e, segundo, retirá-los de lá.

Fui atrás de algum material no YouTube que desse alguma ideia desse processo. Abaixo, trago esse vídeo produzido pelo canal Reverse Engineering.

Ele traz um conteúdo bastante esclarecedor sobre toda a problemática da queda de containers no oceano – mostrando desde o tamanho dos navios que os transportam até as ondas que podem fazer embarcações partir ao meio, para por fim chegar nas dificuldades do resgate das unidades caídas no fundo do mar.

Deixo apenas a ressalva de algumas possíveis imprecisões (como o momento em que o narrador provavelmente confunde os números e fala 17 mil containers em vez de TEUs). Mesmo assim, é um ótimo material para pessoas como este blogueiro, que ficam apenas no conforto do escritório e não conhecem a realidade dos mares.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s