Após mau tempo, 90 containers caem de navio operado pela Maersk

Navio DYROS em 2012, quando ainda tinha outro nome e era operado pela Cosco – Foto: Reprodução / Jack Clifford – MarineTraffic


Cerca de noventa containers caíram do navio DYROS em alto mar no início desta semana, enquanto a embarcação trafegava pelo norte do Oceano Pacífico. A informação foi confirmada pela Maersk, operadora do navio, a diversos sites da imprensa internacional especializada. Não houve feridos.

O incidente teria ocorrido após o DYROS ter enfrentado más condições climáticas a cerca de 1.200 milhas náuticas da costa do Japão. O navio tinha saído de Yantian, na China, e seguia rumo ao porto de Seattle, na costa oeste dos Estados Unidos.

Do total de containers que caíram no mar, nove deles foram declarados como carga perigosa e transportavam baterias de íon de lítio – ou seja, provavelmente causando algum impacto ambiental na área.

Outros cem containers foram danificados, no entanto não chegaram a cair no mar. O navio é de propriedade da Costamare, mas foi afretado e é operado pela Maersk. Abaixo, alguns trechos do comunicado divulgado pelo segundo maior armador do mundo:

Nós lamentamos confirmar que o navio DYROS, com bandeira da Libéria e capacidade para 4.578 TEUs, afretado e operado pela Maersk, perdeu cerca de 90 containers no Pacífico Norte por causa do mau tempo no dia 21 de março de 2022.

(…) O navio pôde continuar sua viagem em direção a um porto seguro. A segurança da tripulação, do navio e das operações são de máxima importância, e nós estamos verificando junto aos ship managers pois entendemos que este é um incidente muito sério, que será investigado detalhadamente com o objetivo de evitar que novos incidentes similares aconteçam no futuro.

Não encontramos algum comunicado oficial da Costamare. Antes da Maersk, o DYROS havia sido afretado também pela Cosco.

O local exato do ocorrido não foi revelado. O site gCaptain mostra que ondas com alturas entre quatro e seis metros foram registradas no Pacífico Norte na data do incidente.

O site Splash247 informa que o DYROS mudou o destino, seguindo agora para avaliação e reparos em Lazaro Cadenas, no México, em vez de cumprir a escala prevista em Seattle.

Em fevereiro, outros 26 containers caíram no mar após uma tempestade em região próxima aos Países Baixos.

É importante botar em perspectiva o que pode significar, ambientalmente, esse tipo de incidente – que ocorre com alguma frequência pelos mares do mundo. Sabe quando você passa por um caminhão carregando um container na estrada? Agora pensa no tamanho dele. Agora pensa em 90 deles (nove com baterias de íon de lítio), no fundo do mar, para o resto da eternidade.


Fontes: gCaptain, Splash247, The Loadstar, Container News

Nossa newsletter está no ar! Inscreva-se e garanta que nenhuma informação omita sua caixa de entrada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s