Armadores suspendem operações de seus navios na Rússia

Foto ilustrativa: Pixabay


Nesta terça-feira (1º), diversos armadores publicaram notas oficiais comunicando a suspensão no aceite de novos bookings com origem e destino nos portos russos.

No último post que publicamos, ainda no dia do início da invasão russa, este blog trouxe updates de como os armadores interromperam as operações na Ucrânia mas mantiveram as operações na Rússia – e como isso soava como uma complacência terrível em relação à guerra.

Apenas no quinto dia de invasão é que os principais armadores suspenderam os trabalhos na Rússia… antes tarde do que nunca (e, provavelmente, mais por conta das sanções internacionais do que por vontade própria). Vamos aos comunicados.

Hapag-Lloyd

Já na quinta-feira (24), o armador alemão tinha anunciado o stop booking para a Ucrânia e a suspensão temporária de novos bookings para a Rússia. Aqui eu confesso a minha ignorância de não saber a diferença entre stop booking e suspensão temporária – se quiser, fique à vontade para explicar nos comentários ou mandar e-mail para felipe@containerdiario.com

Vale ressaltar que este foi o único entre os principais armadores que anunciou a suspensão de bookings para a Rússia ainda no primeiro dia da guerra.

Nesta terça-feira (1º), a Hapag divulgou novo comunicado informando que está oferecendo, de maneira gratuita, o COD (“change of destination”, mudança de destino) para containers que já estão em águas em direção aos dois países, bem como cancelamento gratuito de bookings ainda não embarcados para Rússia e Ucrânia.

Confira o comunicado da Hapag-Lloyd.

MSC

Nesta terça-feira, a MSC anunciou que interrompeu por completo os novos bookings com origem e destino na Rússia, à exceção de embarques que carreguem itens essenciais como alimentos, equipamentos médicos e “bens humanitários”.

“A MSC está acompanhando de perto as recomendações dos governos em relação às novas sanções que surgem após o conflito na Ucrânia, e está operando serviços marítimos e terrestres em total acordo com as medidas internacionais de sanção, quando aplicáveis.”

Confira o comunicado da MSC.

Maersk

O comunicado da Maersk é o mais extenso entre os principais armadores e, além de comunicar a suspensão a partir desta terça-feira, cita o quanto o cenário atual pode impactar nas cadeias de suprimentos já bastante comprometidas.

“Conforme a estabilidade e a segurança de nossas operações já está sendo impactada direta e indiretamente pelas sanções, novos bookings nos modais marítimo, aéreo e ferroviário intercontinental de e para a Rússia serão temporariamente suspensos, com a exceção de alimentos, itens médicos e suprimentos humanitários.”

“Para cargas que já estavam em trânsito e bookings solicitados antes da suspensão, nós faremos o máximo para entregá-las em seus destinos. Consequentemente, ainda vamos operar nos portos russos, mas não vamos aceitar novos bookings a não ser que sejam para carregar os itens mencionados.”

UPDATE: em 03/03, a empresa afirmou que não transportará para a Rússia nem mesmo os itens acima.

Confira o comunicado da Maersk.

CMA CGM

Assim como seus concorrentes, a CMA CGM suspendeu os bookings de e para a Rússia a partir desta terça-feira. Mas o comunicado do armador francês é o único a mencionar a segurança da informação digital – questão importantíssima no cenário bélico atual.

“Todos os nossos funcionários na Ucrânia estão seguros e trabalhando de casa. Estamos em contato constante com eles. Também estamos tomando todas as medidas necessárias para os tripulantes. Nós aumentamos os níveis de alerta e tomamos medidas preventivas para proteger nossos sistemas de TI, assim como as suas informações pessoais e as da sua companhia.”

“Continuamos monitorando a situação e tomando as medidas adicionais necessárias para proteger nossos colaboradores, nossos tripulantes e também para permitir, o quanto for possível, o transporte dos bens de nossos clientes.”

Confira o comunicado da CMA CGM.

ONE

A ONE se pronunciou apenas na última segunda-feira (28), anunciando que “…nossas operações na região estão comprometidas e nossa capacidade de completar a entrega dos pedidos para alguns destinos já está (ou está próxima de ficar) obstruída.”

Dessa forma, a ONE está suspendendo imediatamente os novos bookings de e para os portos de Odessa, na Ucrânia, e Novorossiysk, na Rússia. De maneira não muito esclarecedora, o comunicado afirma também que, no caso de St. Petersburg, na Rússia, os novos bookings “…estão suspensos até nova notícia, enquanto avaliamos a viabilidade operacional”.

Confira o comunicado da ONE.

Cosco

A Cosco soltou um comunicado na última sexta-feira (25) anunciando somente a interrupção das atracações no porto de Odessa.

Até o momento da publicação deste post, não há informação oficial sobre a interrupção dos serviços do armador chinês nos portos russos.

Confira o comunicado da Cosco.

ZIM

O armador israelense soltou um comunicado na última sexta-feira (25) anunciando a interrupção das atracações em Odessa, na Ucrânia.

Um novo comunicado publicado na segunda-feira (28) reforçou a interrupção dos serviços na Ucrânia, e informou que as operações nos portos russos continuam normalmente, assim como em outros portos do Mar Negro – com exceção de Odessa.

Novos embarques para a Rússia serão aceitos apenas na modalidade prepaid.

Confira o comunicado da ZIM.

Até o momento da publicação deste post, HMM, PIL e Evergreen não haviam publicado nenhum comunicado oficial em relação às operações na Rússia e Ucrânia.

Se por acaso você recebeu algum comunicado desses armadores direcionado aos clientes, peço a gentileza de me encaminhar no e-mail felipe@containerdiario.com, para que possamos tentar deixar o cenário o mais atualizado possível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s